Fogos de artifícios prejudicam animais: saiba porquê!

Fogos de artifícios prejudicam animais: saiba porquê!

Os fogos de artifícios prejudicam os animais domésticos, silvestres e exóticos de uma forma bastante brusca, podem levar até à morte. Sabe porquê?

Por muito tempo, não tínhamos leis que demonstrassem repúdio à prática da soltura de fogos por conta dos barulhos prejudiciais aos animais, porém, de alguns anos para cá, algumas cidades brasileiras já se manifestam contra.

No estado de São Paulo, por exemplo, a Assembleia Legislativa (Alesp) proibiu em todo seu território a fabricação de fogos de artifícios com ruído. Isso aconteceu em maio de 2021.

Desta forma, conseguimos ver o quanto essas proibições são recentes e por isso precisamos continuar alertando os tutores de pets mais e mais!

Neste artigo, separei algumas dicas de como você pode proteger o seu pet destes barulhos ensurdecedores, sendo ele doméstico, exótico ou silvestre. Continue a leitura!

O que os fogos de artifícios causam aos animais?

Para entender quando os animais não estão gostando dos barulhos produzidos pelos fogos de artifícios, existem alguns sinais clínicos detectáveis! Alguns deles, são:

  • Ansiedade
  • Vômito
  • Medo
  • Convulsões
  • Taquicardia
  • Soltar fezes
  • Fugir para um canto
  • Soltar som alto (latido, miado, canto, etc.)

Em aves, por exemplo, o barulho altera o comportamento até mesmo daquelas que não vivem em cativeiro. Existem casos em que os pássaros abandonam seu ninho.

Um fato sobre isso é que existem fortes evidências dos efeitos negativos dos fogos de artifício em animais, mas ainda é difícil mensurar seus impactos sobre a avifauna.

Porém, alguns pesquisadores holandeses, utilizando um radar meteorológico, chegaram a fazer um breve estudo comportamental dos pássaros em florestas.

Os dados coletados foram de três réveillons e demonstraram que, depois da meia noite, as aves levantam voo imediatamente.

Muitas delas permaneceram em torno dos 500 metros de altitude (quando o normal é de até 100 metros). 

A agitação durou cerca de 45 minutos e algumas destas aves voaram por muitos quilômetros antes de pousar e descansar.

Além disso, a queima dos fogos de artifícios liberam substâncias que inibem o funcionamento da glândula tireoide, alterando o crescimento, o desenvolvimento e o metabolismo de várias partes do organismo da ave, quando em contato com a substância.

Mas se você tem alguma espécie de ave doméstica ou silvestre como pet, é possível cuidar para que elas fiquem mais calmas nesses momentos. Sabe como?

Protegendo o pet dos fogos de artifícios

Em dias festivos, é inevitável saber a hora exata em que fogos de artifícios serão disparados, por isso, o ideal é manter os pássaros e mamíferos seguros e protegidos.

Além disso, colocar um lençol sobre as gaiolas ajuda bastante a inibir ainda mais o barulho dos fogos, tranquilizando um pouco mais o animal.

Com essas práticas, além de abafar o som, diminuímos a luminosidade, ajudando a reduzir o estresse e ansiedade – um dos sintomas mais vistos nesses momentos. 

Mas mesmo com todas essas práticas, é importante sempre estar por perto do seu pet. 

A sua presença é muito importante para a segurança do seu amigo(a), até mesmo os independentes.

Nunca os mantenha presos em locais não apropriados, para evitar que eles se machuquem! Por isso, é fundamental que os pets se sintam mais livres, porém, seguros.

No Brasil, existem leis que proíbem a soltura de fogos de artifícios e você, enquanto tutor(a), precisa ter total conhecimento para proteger o seu pet. Ok?

Saiba como denunciar e proteja seu pet

A lei que proíbe a soltura e comercialização de fogos de artifícios com estampido (alto índice de ruído), em São Paulo, é a 17.389/21.

Essa nova regra busca o bem-estar de uma parcela da população e dos animais, com sensibilidade ao som. Porém, os fogos de vista (aqueles que produzem efeitos visuais e que não tem barulho) são permitidos!

De acordo com o texto da lei, as pessoas que descumprirem a norma poderão pagar multa de mais de R$4,3 mil.

Além disso, se o descumprimento for por parte de empresas, a multa sobe para R$11,6 mil pela infração. Em caso de reincidência, o valor da multa é dobrado.

E para denunciar quem ainda estiver praticando esse ato, se você é do Estado de São Paulo, é preciso acionar a Guarda Municipal da sua cidade e fazer a queixa.

Lembrando que a sua reclamação pode ser anônima!

Cuide e proteja o seu pet fazendo o que é certo. Combinado?

Compartilhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *